segunda-feira, 18 de abril de 2016

Empresarial Nicolau Jeha, 27; BH, 01601002012.

O povo é roubado, descaradamente, roubado,
O povo é roubado pelo estado, pela sociedade,
Pela burguesia, pela elite e pela plutocracia;
O povo é roubado, estupidamente, roubado
Nos créditos das operadoras de telefonias, nas
Tarifas de energia e água; o povo é roubado,
Criminosamente, roubado nos impostos da 
Receita, nas taxas dos cartórios e nas compras
Dos supermercados; o povo é roubado, lesado,
Ignorantemente, roubado pelos políticos, na 
Educação, na saúde e na segurança; o povo 
É depenado, isso, terroristicamente, depenado
Pelos bancos, instituições financeiras e 
Lojas de vendas a crédito; o povo é maltratado,
Mal transportado e mal pago, o povo é mal
Atendido, desprezado e ignorado; parece 
Não saber cobrar, não saber exigir e nem se
Impor; o povo não é respeitado, atropelam
A soberania do povo e detonam a sua 
Cidadania; o povo é violentado, agredido 
Pelas polícias, ironizado e escarnecido 
Em praças públicas; o povo é roubado,
Aberrantemente, roubado, explorado,
Iludido pelo sistema, passado para atrás
Pelos poderosos; o povo é aliciado, 
Morbidamente pelos religiosos, mas, o 
Povo, se quiser, pode se livrar, 
Independentemente, liberto e livre e 
Viver em liberdade, fora das esferas 
Dominadoras dos fora da lei, da mídia
Perversa, nociva e que faz questão de 
Lançar o povo na escuridão da obscuridade:
O povo se quiser, pode luminosamente,
Se livrar desse mal incongruente.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário