segunda-feira, 4 de abril de 2016

Porteiro poeta; BH, 0601202014.

Porteiro poeta,
De portaria onde entram e saem,
As manadas,
As boiadas,
As varas;
Poeta porteiro,
Controlador de portais,
De árvores genealógicas,
Das ciências do bem e do mal;
Da cultura da levitação,
Saída da alma do corpo,
Saída do espírito do corpo,
Nas viagens meditativas,
Dos voos transcendentais,
Materializações de ectoplasmas,
Transes cósmicos;
Poeta porteiro sinalizador
De tráfego entre constelações,
Aglomerados de galáxias,
Para impedir o caos universal;
Poeta porteiro de portaria,
Para campos cheios de florezinhas,
De pétalas que cortam como lâminas
E que escondem espinhos pontiagudos,
Que furam como agulhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário