terça-feira, 14 de maio de 2019

E eu estava sentado no chão da sala; BH, 0140502019; Publicado: BH, 0140502019.

E eu estava sentado no chão da sala
E com a cabeça encostada no braço do sofá
E o ventilador ligado ao meu lado quando o 
Meu pai entrou de mansinho e acendeu  a luz 
Da sala e virei bravo já a protestar e a grunhir
De reprovação e ele parou e olhou-me e mais
Uma vez pegou uma folha branca de papel e 
Uma esferográfica  na mesa do computador
E saiu da sala de mansinho e sem pronunciar 
Uma única palavra e meu pai gosta de mexer
No computador mas eu não deixo e ele só 
Mexe quando durmo ou do contrário vou 
Lá e desligo e ele fica com raiva e não faz
Nada e penso que a minha mãe saiu para 
Buscar meus remédios no Posto de Saúde
E para comprar um gel dermatológico para
Passar na cabeça do meu pai que tem 
Uma ziquizira na nuca e fica a coçar o dia
Todo que chega a sangrar e fiquei em casa
Sozinho com ele e eu gosto de apertar 
Feridas e rio quando aperto feridas ou 
Machucados do meu pai e de minha mãe
E eles falam ais e não sei se sou meio 
Sádico ou meio masoquista e já tomei o 
Meu mingau e uns comprimidos que a 
Minha mãe me dá todo dia de manhã
E meu pai foi lá para a cozinha tomar a 
Losartana dele que tem pressão alta e 
Ficou por lá pois não o deixo ficar aqui na
Sala de jeito nenhum e meu pai está de 
Férias do trabalho dele e vive num dilema 
E se fica em casa não pode fazer nada e 
Se sai para a rua e enche a cara de cervejas
E quando chega leva bronca da minha mãe
E quando ela briga com ele eu acho certo
E penso que a briga é por minha causa e 
Fico doido para pegar o meu pai mas 
Mesmo ao brigar com ele a minha mãe
Não me deixa pegá-lo e agora durmo 
Com a cabeça no sofá e o ventilador
Ligado e já não sei de mais nada não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário