terça-feira, 24 de abril de 2018

Não vou ficar na rua; BH, 0220901999; Publicado: BH, 030502012.

Não vou ficar na rua,
Não quero que um carro,
Venha me atropelar;
E morrer atropelado,
Será um desastre total;
Uma obra feita com precipitação,
Tanto do atropelador,
Tanto do que sofreu atropelamento, eu;
Não quero também,
Passar precipitadamente,
Por cima de alguém,
Para abrir passagem,
Quando tiver de chegar;
Não quero levar nada de tropel,
Feito cavalo selvagem,
Insultar sem motivo,
Ultrajar o próximo,
Desprezar o semelhante;
Reunir-me de vontade
Atropelante e atroz;
Impiedoso em todos os sentidos,
Cruel até de natureza,
Desumano nos atos e ações,
Horrível nos pensamentos,
Monstruoso de espírito,
Atropelo na alma,
Não são meus adjetivos;
A atuação tem que ser divina,
Não pode estar sob influência maligna;
Tem que atuar com amor,
Paz e serenidade;
O atuado tem que reconhecer,
Que o bem é a força maior,
Atual, única e sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário