domingo, 27 de dezembro de 2015

Breve é a vida; BH, 0110802013.

Breve é a vida, o tempo é eterno e 
De vez em quando, penso, que há os
Que pensam que até o tempo é breve e que 
A vida é que é eterna; a vida é tão 
Pequena, tão pequena, que para 
Fazê-la crescer, nem com milagres
Se consegue; e além do mais, se
Perde muito tempo sem se viver;
E com essa perda há uma ruptura,
Um distanciamento, uma atração
Ao contrário, talvez uma repulsão e
O que era para estar próximo, se 
Distancia mais, como se tivesse livre
Da força de gravidade; crescer, fazer a 
Vida crescer e a vida ao crescer, alongará
O tempo eterno; crescer é o que é
Necessário à vida; sem crescimento,
É o mesmo que sem discernimento,
Sem raciocínio, sem pensamento, sem
Razão, sem noção, sem percepção;
Crescer não é a mesma coisa que 
Sair do estado girino e querer ser
Um touro, não, crescer em evidência,
Consciência e não se aprende assim,
Não, numa fábula, numa crônica,
Numa prosa; crescer sem ser prosa,
Na sombra, no subterrâneo, sem ser
Notado, como é notada a pequenez,
A insignificância, a ingratidão, a 
Ignorância; crescer sem ansiedade,
Sem angustia, crescer, e fazer com que 
Seja breve, só o desprezo e as coisas
Miúdas da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário