sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Decidi não escrever mais; BH, 0300702013,

Decidi não escrever mais sem telepatia,
Aviso à praça, que parei com a psicografia,
E a partir deste momento sublime, a 
Telepatia será o meu novo meio de 
Comunicação; meus pensamentos não podem
Ficar habitados eternamente dentro 
Da mente, presos no cérebro, encavernados
Nas paredes pré-históricas do crânio; meus
Pensamentos necessitam de outras cabeças,
Outros cérebros, outras mentes brilhantes,
E os universos só são formados por 
Mentes brilhantes; meus obscuros, taciturnos,
Obtusos, obsoletos se desfazem logo que 
Transpõem as barreiras das paralelas; e os 
Pensamentos retrógrados ecoam todos 
Pela terra para estercos, adubos vegetais;
Decidi que a partir daqui, não vou 
Mais escrever de olhos abertos, cego não
Precisa abrir os olhos; a luz do cego
É a telepatia, que agora uso para por 
Fim à agonia; decidi ceifar a estupidez,
E a ignorância que agigantam-se, e 
Desintegram-me, e do convencional, e do
Normal gero o anormal; e rompo com o 
Oficial, ultrapasso o cordão de isolamento; 
E especial, cruzo a encruzilhada, ponho 
Abaixo o sistema do establishment, crio
Desordem na ordem unida e não obedeço
Mais as leis da moral e dos bons costumes;
Não abro mais a boca para a pronúncia
De palavras, matei as palavras, as letras,
Agora escrevo com o que penso, e quem
Precisar entender os reflexos telepáticos,
Mentais, se revelará numa revelação profética.

2 comentários:

  1. Ivanovitch Medina agora te reconheço na mesma orbita em que eu habito, para muitos a expressão das palavras podem induzir a erros, porque se somos mal interpretados ou mesmo pelas diferentes razões dos sentidos, a intuição e as percepções revelam sempre bem mais do que ditas por caminhos transversos e incompreensíveis, parabéns muito bom texto, mesmo que seja uma nova forma de se comunicar usando o jogo das próprias palavras!

    ResponderExcluir
  2. Ivanovitch Medina agora te reconheço na mesma orbita em que eu habito, para muitos a expressão das palavras podem induzir a erros, porque se somos mal interpretados ou mesmo pelas diferentes razões dos sentidos, a intuição e as percepções revelam sempre bem mais do que ditas por caminhos transversos e incompreensíveis, parabéns muito bom texto, mesmo que seja uma nova forma de se comunicar usando o jogo das próprias palavras!

    ResponderExcluir