sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Ficarei horas aqui; BH, 020802013.

Ficarei horas aqui com esta vara 
De pescar na mão e não pescarei 
Nenhum lambari, quanto mais um
Tubarão; do tubarão sou a isca,
Sou a caça, a comida; houve 
Quem teve sonho maior do que 
O meu, houve obstinado, que 
Perseguiu baleias, cachalotes, orcas
E foi derrotado, perdeu barco, 
Tripulação, armamento; e teno 
Pescar um peixinho, o mais 
Insignificante que seja, nem 
Precisa ser dourado, nem precisa 
Ser colorido, só um peixinho de
Beira de Rio Santo Antônio, ou 
De beira de Rio Todos os Santos; 
Mas preciso de pelo menos um 
Peixinho, não é possível que terei
Que passar o resto da vida aqui, 
Sem pescar nada; não quero 
Acreditar, que voltarei para casa
Como meu aquário vazio; se 
Pelo menos encontrasse Jesus,
Como alguns pescadores encontraram,
E lançaram as redes ao mar e veio
Tanto peixe, que quase rompia-se a 
Rede ou afundava-se o barco;
Jesus ia pegar um peixinho para
Mim, não deixaria o meu aquário
Vazio, meu anzol sem utilidade
E minha vara à toa; bem que Jesus
Poderia encontrar-se comigo,
Jesus é um bom pescador, 
Conhece a manha das águas
E sabe até andar por cima delas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário