terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Se recebesse uma iluminação; BH, 0200702013.

Se recebesse uma iluminação especial,
Uma luz divinal, uma irradiação
Celestial; se recebesse uma sorte
Sobrenatural, realizaria todos os
Meus sonhos, com uma vontade
Descomunal; teria uma robustez de
Ânimo, uma potência de varão
Perfeito; e encaixaria letra por
Letra, em palavra por palavra,
Num desfilar incessante de ditos,
Provérbios e jargões, que provavelmente,
Agradariam à humanidade, e
Ajudariam à raça humana no
Seguimento do destino, e o ser humano
A chegar em segurança no porto
Da vida; mas, falta-me um farol,
Falta-me um archote, uma tocha,
Uma lanterna, uma pira, ou um lampião;
Falta-me tudo que me possa
Iluminar no decorrer da vida;
Falta-me um caráter, uma vergonha
Na cara,uma personalidade;
Falta-me uma marca registrada,
Uma razão, um teor; e no lugar de
Mover-me paro, e no lugar de ir
Adiante, volto, e volto atrás fracassado;
E quem me resgatará do lodo? quem me
Tirará do limbo? na certa continuarei
Fantasma invisível, incerto, a vagar na
Névoa da madrugada, espantalho
De almas, coberto de vestidos puídos,
A tiritar de frio pelas ruas escuras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário