quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O que posso fazer para aprender; BH, 070402001; Publicado: BH, 01301202013.

O que posso fazer para aprender
Se na minha cabeça não entra nem diadema?
Não entra o círculo de metal, ou faixa
Com que os soberanos cingem a cabeça e 
Nem o ornato semelhante para senhoras
Usarem no penteado e toucado de forma
Circular igual a uma coroa; quanto
Mais então querer que entre um tipo
Qualquer de ciência e de arte; imagina  
Então os sinais gráficos destinados especialmente 
A distinguir a modulação da vogais, ou
A pronúncia de certas palavras que, sem eles
Oferecem confusão, diacrítico, com outros;
São eles o acento agudo, o grave e o circunflexo,
O til, a cedilha, o trema, o apóstrofo e o hífen;
Não adianta que não entra mesmo, por
Mais simples que seja a informação, a
Figura gramatical em que se repete uma
Palavra, ao pôr outra no permeio;
Deus, o grande Deus, será que nem Tu,
Será capaz de cauterizar esta diácope, esta
Fratura longitudinal no meu osso, sobretudo
O do crânio, que foi aberto à porretadas, para a
Entrada do conhecimento, da sabedoria,
Da razão e da virtude; e da lógica e das
Demais ciências úteis à humanidade e à
Preservação da nossa espécie; só que a
Cabeça que me deste, continua vazia,
Como um vácuo e que não presta nem para
Cabeça de diácono, clérigo a que só falta 
A terceira ordem sacra, a ordem da presbítero;
Veja só, nem para diaconato com dignidade
De diaconado; dai-me uma dica, uma boa
Informação, a pala diacomática, na transição
Harmônica de tom maior para o menor e vice-versa;
É que fiz muita travessura, muita traquinice,
Porém, nunca diabrura diabólica e coisa
Própria do diabo; Deus, oh Deus, não deixas, estou
Mais para diabo-marinho, o peixe do mar, da
Família dos Lofídeos; longe de mim o teor
Maquiavélico, o aspecto infernal e o ar de
Maligno; longe de mim tudo que seja o
Próprio e relativo ao diabólico e que exprime
Contrariedade, perplexidade, impaciência e raiva;
Xô, gênio do mal, espírito das trevas, demônio, xô,
Satanás, satã, belzebu, lúcifer, tu não levas nada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário