quinta-feira, 10 de abril de 2014

Pequei hoje; BH, 0290902913.

Pequei hoje,
Mas as pessoas fazem-me pecar;
E não é um pedado da carne,
Licencioso e sensual,
Da libido;
É um pecado pior,
É um pecado de desprezar ser humano;
É um pecado abominável,
O de não honrar ao próximo;
É um pecado sem perdão,
O de crime contra a humanidade,
O de humilhação à raça humana;
Mas o fiz contrariado,
Fui levado pelas pessoas a ser errado assim;
Fui levado pelas pessoas a odiar,
No lugar de amar;
E o que que posso fazer?
Não posso ser diferente,
Não posso viver deslocado
E tenho que ser igual a todo mundo;
Se desprezam e se ignoram,
Se são indiferentes,
Não posso ficar para atrás,
Mesmo que mais tarde,
Na madrugada,
Quando estiver sozinho como agora,
Com as minhas reflexões,
Sei que sofrerei imensamente;
E até chorarei de dor,
Mas tenho que manter o plantel
De inflexível também;
Diante deles tenho que ser um deles,
Não posso fugir,
Tenho que fingir;
Quando estiver em mim,
Serei o mesmo carneirinho de sempre,
Serei a ovelhinha a fugir do tentador,
Serei o cordeirinho a ser imolado,
O cabritinho preso nos espinheiros;
Pequei hoje,
Na frente deles sempre serei um pecador,
Com o mesmo sorriso nos lábios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário