segunda-feira, 7 de abril de 2014

Se e tudo na vida é se e desde da Lacônia; BH, 02301102013.

Se e tudo na vida é se e desde da Lacônia 
E que tudo na vida e na História é se; 
E ai se eu descobrisse de imediato
Alguma coisa e não precisasse
Descobrir mais nada; e ai se eu
Marcasse um gol, e não precisasse
Mais marcar gol nenhum; e no meu
Caso, que gosto de escrever, se
Escrevesse uma obra e que não
Precisasse escrever mais obra
Nenhuma; e que fosse uma
Obra de arte e que fosse uma
Obra-prima e que me satisfizesse
Para sempre; mas a vida não
Para e mesmo depois dessa
Sonhada obra, viria um novo
Se e se eu tentasse superar
Essa obra que almejei tanto
Criar? e se eu tentasse superar
Essa outra e mais essa e essa;
A cadeia de vícios nunca chagaria
Ao fim, eu acabaria e a vontade
Perambularia por aí, vadia, a
Cobiçar, a seduzir, a se hospedar
Em outra alma; em outro espírito,
Que começaria logo a se indagar:
E se eu? e se eu escrevesse uma
Obra, uma obra de arte, uma
Obra-prima; e lá do além viria
A resposta: se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário