segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Bilhostre fui em 1970 ao torcer pela seleção brasileira de futebol; BH, 0140902000; Publicado: BH, 050902013.

Bilhostre fui em 1970 ao torcer pela seleção brasileira de futebol,
Enquanto centenas de irmãos eram trucidados nos porões da 
Ditadura; eu merecia mesmo era a designação depreciativa de
Estrangeiro, não parecia um brasileiro, era um patifório, um 
Biltre, era conivente com os torturadores; e não fui solidário com
Com os que estavam a ser despedaçados pelos generais: como
Envergonho-me de mim; até aplaudi em um desfile em Teófilo
Otoni, cheguei a aplaudir o militar biliário, o regime zangadiço e
Arbitrário, que vergonha, aplaudi os assassinos de Carlos Lamarca
E não sabia ; só mesmo um ser não biligualado, só mesmo um ser
Não dividido dividido em duas lígulas, um ser sem expressão de 
Substância branca na base do quarto ventrículo do cérebro; um ser
Sem medida de capacidade para líquidos entre os romanos, sem a
Pequena expansão lamelar na face superior da base das folhas das
Gramíneas; com um verme faminto instalado no cérebro, inseto sem 
O lábio inferior, um gênero de molusco, um bilimbi, planta da família
Das Oxalidáceas, bilimbim, cujo fruto de sabor agradável, é usado em
Refrescos, mas, que infelizmente, não mata a sede bilinear, a sucessão
Por linha do pai e por linha da mãe, dentro da mesma tribo; que deixeis
O bilionário, ou o duas vezes milionário, o multimilionário, arquimilionário,
O colonizador, que foi a nossa bilirrubina, nosso pigmento de bílis, a
Nossa bilirrubinemia, a presença no sangue e até a bilibirrulinuria na
Urina; o nosso colonizador, nos contaminou de maneira tal, nos estragou
Mais do que biliteral, o bilítero que tem duas letras, é pouco para expressar
A herança maldita que nossos ancestrais nos deixaram; até hoje carregamos
A biliverdina, o pigmento verde resultante da oxidação e continuamos a ser
Devorados por bilobados, por dois lobos, um lobo de cada lado e em cada
Lóbulo; penduramos os penduricalhos, as contas, os chocalhos, as bugigangas
Que eles nos deixaram, um cadáver bilocular, com duas cavidades ocas; uma na
Cabeça outra no coração e a nossa sociedade foi só formada por eles com
Bilontra, burguês velhaco e elite de espertalhão e até hoje é uma bilontragem
Só, um procedimento de súcias de corruptos, onde todos só querem bilontrar;
Nós, o povo, não nos vemos livre desses bilotos, a excrescência contínua, a
Verruga é incômoda, eles são o cepo que repousa sobre a cabeça do cadáver,
Nos anfiteatros de anatomia e nos necrotérios; com eles não adianta bilrar,
Trabalhar com bilros, igual à bilreira de minha avó Conceição, era a mulher que
Fazia rende de bilros, lembro-me bem e durante alguns anos ainda guardei
Alguns por recordação; e depois os perdi, não me lembro como, o tesouro
Bilreiro, como no de uma árvore, se perdeu no tempo, a peça de madeira, ou 
De metal semelhante ao fuso com que se fazem rendas de almofadas; hoje,
Homem já, vil e infame, mais do que binaculado, preso nas malhas do pecado,
Inúmeras manchas de erros, manchado mais de duas vezes por toda alma,
Espíeito e afogado no bimar de lágrimas, bímare de choro, o pranto bimarginado,
Situado entre dois mares, com a enchente, a tomar as duas margens, a esperar
Só a época da bimbalhada, o toque mais do que simultâneo de muitos sinos, a
Anunciar a chegada da tão almejada felicidade; ao ferrar assim a dor, com a
Bimbarra, a grande alavanca de madeira e a bimbarreta para calçar o acelerador
Do bimembre, que tem dois membros, para espalhar o terror, a fúria da barrilada,
O conteúdo dum barril cheio de ódio, duma barrileira cheia de raiva; e da vasilha
Onde se faz a barrela do rancor, a perseguição à bignoniácea, espécime bignônia,
Planta da família das Bignoniáceas, dicotiledôneas, rica em árvores e trepadeiras
Ornamentais, medicinais; o bignoniáceo Ipê, a caroba do pequeno galgo, do bigle
Biglanduloso que tem duas glândulas; o Baco bigênito, gerado duas vezes e não
Nasceu direito, nasceu com bigeminismo, com manifestação de arritmia cardíaca,
Em que as pulsações  se sucedem em grupos de duas e nem chega a ser bigêmina,
Tal a folha, ou a flor que cresce com outra sobre um pecíolo ou pedúnculo comum
Bifurcado, dividido em dois ramos bífidos; o portal com duas portas, dois batentes,
A parede bífora com duas janelas: o quadro bifoliado, o retrato bifólio, o coração,
Duas folhas verdes, vivas e arteriais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário