quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Tudo sufoca-me; RJ/SD; Publicado: BH, 040902013.

Não leio livros,
Porque não entendo o que leio;
Não leio jornais,
Só dizem bobagens
E nem escuto rádio;
Tudo sufoca-me,
Tudo dá-me náuseas
E enlouquece-me
E mata-me;
Uma correria danada,
A polícia corre atrás do assaltante,
O homem corra atrás do dinheiro,
Ninguém corre atrás do amor;
O amor fica a girar,
Fica em último lugar,
Na corrida da vida;
Não trabalho
E nem vou à escola,
Não vou à igreja
E nem tomo café;
Não gosto do Papa
E nem gosto de padres
E nem da religião;
O meu barato é Deus;
Não sou intelectual
E nem sou culto;
Meu intelecto é o amor,
Minha cultura,
É a minha paz;
Que afunde o mundo,
Com a sua política
E com suas asneiras
E que prospere o amor
E que vença a paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário