quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Não posso ter prazer; BH, 02801201999; Publicado: BH, 0300802013.


Não posso ter prazer,
Não sei ter prazer
E tenho medo de ter;
Não sei procurar o ponto G
E a minha covardia,
Não me deixa encontrar
E tentar escrever,
Ao pensar encontrar,
Só faz envergonhar,
Pois não existe nada,
Que justifica a tentativa;
Não existe a cultura esperada,
A razão intelectual,
O esmero social,
A vitória triunfal;
Sobraram migalhas de derrotas,
Restos de tempestades,
Pingos de chuvas nas vidraças;
Foi-se embora o tempo,
Já desencontrado e perdido,
O elo partido desaparecido;
Não causam=me mais impressão,
Era tudo tão apenas só,
Engano meu sozinho;
Era tudo tão e só,
Como eu que engando,
Pensava estar de um lado
E estava do outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário