sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Estou com o cérebro a nadar na gordura; BH, 03001201999; Publicado: BH, 0300802013.


Estou com o cérebro nadar na gordura,
O coração sufocado pelo colesterol
E a barriga pesada, por tanto acúmulo 
De banha que, já chega a envergar,
A coluna vertebral; e desta maneira,
Não tenho como pensar, não existe 
Maneira, de utilizar a inteligência;
Liberar a criatividade e dar liberdade 
Ao pensamento; a cabeça fica nublada,
Com nuvens carregadas, como se uma 
Procela, estivesse prestes a destruir 
Tudo; e o ouvido fica entupido, pela 
Pressão e a sinusite que, aperta o 
Nariz, aimpedir a entrada do ar;
E a aumentar ainda mais, a 
Sensação sentida pelo cadáver,
Preso dentro de um caixão
E enterrado no fundo da terra;
E há quase quarenta e cinco anos,
Que vivo preso aqui,
Neste pequeno planeta; e não 
Consigo nem libertar-me da força 
De gravidade de minha prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário