quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Xinga-me de seu bolha e pequeno globo de ar; BH, 0100802000; Publicado: BH, 0170802013.

Xinga-me de seu bolha e pequeno globo de ar 
Que se forma nos líquidos em ebulição, ou em fermentação; 
Xinga-me de película finíssima de sabão líquido, de saliência 
Arredondada na pele, provocada por queimadura, ou outra 
Forma de irritação; xinga-me de pessoa imprestável, que não 
Sabe nem jogar boliche, o esporte que consiste em impelir uma 
Pesada bola de madeira em uma pista, para que derrube
Várias garrafas de madeira; xinga-me de estabelecimento, de
Armazém, ou de botequim de beira de estrada, de baiuca,
Ou bodega no Sul; xinga-me de bólide, o corpo celeste do
Bólido que corta velozmente o espaço como uma bola de fogo,
Ou coisa, ou veículo muito veloz; xinga-me do que vier à
Tua cabeça e mereço perder a minha, nunca a tive e 
Nem nunca a encontrei; bolina então comigo, como o cabo
Que movimenta a vela para que nela incida melhor o
Vento; vibra como a prancha que equilibra a embarcação
E gosto do contexto voluptuoso entre duas pessoas; disfarçado,
Geralmente em recinto público e de sexo oposto, sou um
Bolinador, procuro contato; gosto da bolinação da mulher,
A apalpação com intenções sensuais; admiro a bolinagem,
De uma pessoa por outra, o bolinar antes do amar faz bem
Ao coração; xinga-me, desmoraliza-me, chama-me de bolívar,
A unidade monetária da Venezuela, ou de boliviano, o
Natural da Bolívia e a unidade monetária também;
E xinga-me de bolo, de alimento feito com massa de farinha
Cozida ao forno, ou frita, geralmente com a forma
Arredondada e abaulada; e de porção de qualquer substância
Que tenha o formato de um bolo; e de amontoado de coisas e
De pessoas e de animais; que confusão extrema, conflito fatídico
E a antiga pancada na palma da mão dada por castigo,
O prêmio em dinheiro constituído pelas contribuições de
Várias pessoas e pago a que, entre elas, previu corretamente,
Um determinado resultado; a falta ao encontro combinado,
Pois estou com mofo, mofo deu em mim, bolor, bolorento,
Estou mofado e velho; decadente e fora de moda, bolota de
Bolorência, fruto de carvalho, berloque de bolsa, de saco pequeno,
Provido de cordões que fecham a sua boca; carteira de
Uso feminino, auxílio em dinheiro dado a estudantes e
Pessoas premiadas, instituição oficial, ou privada que promove,
A compra, ou a venda de ações, títulos de crédito, bem como
De mercadorias, onde essas operações são realizadas, através
Do bolsista, relativo às atividades desenvolvidas por alguém
Que está no gozo de viagem, ou estudos, com o bolso cheio,
Costurado na parte interna do vestuário, a servir para
Guardar objetos, pedaço de pano costurado na parte externa
E com a mesma finalidade; xinga-me de bom, pelo
Menos de mentirinha, fala que tenho qualidades e características
De acordo com o fim a que me destino, que adquiri certo,
Grande perfeição, que sou benévolo e beneficente, diga
Que o que vem de mim, faz bem a ti; e preciso
Ouvir, quero sentir-me seguro, eficaz e garantido, com
Cheiro e sabor agradável e que seja apontado nas ruas:
Aquele atende à justiça, à razão e às virtudes, é próprio
Dele, é lucrativo para ele, fazer o bem e faz o bem, é justo e caritativo;
Xinga-me de um bom patife, ao que aplica-se às vezes em sentido
Irônico e exprime concordância e surpresa a mim mesmo;
Não deixa-me explodir como uma bomba, como um projétil
Com substância explosiva, que estoura com ruído,
Quero ser é a máquina para elevar líquidos e transportá-los
Através de tubulações e esgotos, a água dos navios e
Encher de ar os pneumáticos de automóveis e bicicletas;
Espécie de bolo pequeno com recheio, notícia inesperada e
Sensacional e toda reprovação em exames finais que tive na vida e que já
Levei e que nunca passei em nada: xinga-me de coisa ruim,
De droga, suga-me o chimarrão da cuia, usa a bombilha; a
Bomba atômica é a arma de guerra baseada na liberação
De energia nuclear e de cobalto utilizado no tratamento
Do câncer, que matará a todos nós; e a de hidrogênio,
Engenho nuclear que acompanha a fusão nuclear, mas
Saibas, estou mais para bombachas, mais para calças largas,
Em todo o comprimento da perna e apertada à altura do
Tornozelo, usadas principalmente pelos gaúchos, do que para
Bombas assassinas; a bombarda, antigo canhão de cano curto
E grosso que lançava pedras e para o bombardão, o instrumento
Musical de sopro, não quero é ser o bombardeador, não quero é
Assistir bombardeamento; odeio quem bombardeia, não
Quero é bombardear, arremessar bombas e projéteis sobre as
Cabeças dos seres, a desencadear certas reações atômicas e sim
Cumular de perguntas insistentes a cobrar as respostas e as
Soluções: não estou para bombardeio de guerra: basta;
Com o avião bombardeiro, com as bomas-relógios, com dispositivo,
Que se faz detonar em hora prefixada e se algum dia e
Assimilar algo de bombástico, de ruidoso e estrondoso,
Empolado, que seja só no estilo literário, no discurso extravagante
E pretensioso, tal som de um bombardino e o sonoro
Bom-dia, cumprimento que se dirige a alguém durante
A primeira parte do dia; e bombeado através de um ânimo
Com convexidade e encurvamento, bombeamento de
Forma a impressionar, um dia melhor pela frente, espionar
O campo inimigo, observar com atenção, espreitar e bombear
Ação, igual ao soldado do corpo de bombeiros, a corporação
Mais respeitada e da qual temos o maior orgulho; o tocador de
Bombo que vai à frente da banda e o que trabalha em
Conserto de instalações de tubulações, o encanador, observador
De outrem com atenção; o gaúcho com o canudo de metal,
A ter uma das extremidades dilatada, fechada e provida
De furos, o qual se usa para tomar chimarrão, na bruma,
Na névoa, na cerração; chama-me de minha boniteza e de 
Bonitão, preciso de afirmação de másculo, todos sabem que 
Sou uma boneca, uma figura de pano, ou de louça, massa, ou 
Plástico; não sou articulado nem com a mulher e nem com a 
Menina; e a bucha de pano para envernizar e a espiga de 
Milho muito nova, que a gente come com sabugo e tudo e a 
Mulher bonita; sem vivacidade, ou inteligência, chama-me de
Livro falso, constituído de folhas ainda não cosidas, em número,
Qualidade e formato iguais ao de determinado livro para 
Verificação de lombadas e do aspecto do mesmo; xinga-me de 
Boneco e que pareço estar a representar menino, ou homem
E que sou um retrato, em jornais, de protagonista de fatos
Policiais, sou sem vontade própria e que sou governado
Por outrem e que só movimento as articulações por meio
De barbantes, um engonço, que não recebe bonificação, mesmo
Com a diminuição no preço e no aumento da mercadoria,
Feito pelo vendedor ao comprador; a gratificação de bonificar,
Distribuir os bônus, beneficiar pela bonina, a planta de folhas
Medicinais e flores ornamentais, o que é que tu queres
Mais? leva agora o meu boné de carapuça com aba dianteira,
Eventualmente, com uma parte que baixa sobre as orelhas e 
Vou pedir-me para ir-me embora do emprego, despedir-me,
Demitir-me, exonerar-me, para ser solidário a milhões
De desempregados pelo país a fora: xinga-me de louco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário