segunda-feira, 7 de setembro de 2015

MIKIO, 110; BH, 0230302013.

Confusos pensamentos servem para assaltar
Cérebros desprevenidos, inseguros, sem
Confiança, sem garantia; pensamentos
Retrógrados, que chegam atrasados,
Com ideias conservadoras, nocivas;
Pensamentos mortos para cérebros que são
Cemitérios, depósitos de ossadas pré-históricas;
Pensamentos perdidos, para cérebros que,
Nunca são achados, que não são
Encontrados e quando são encontrados,
Estão fora da caixa craniana, numa
Urna com formol; pensamentos medievais
Com comportamentos feudais e que querem
Levar à fogueira da inquisição, o
Que ousa discordar da ocasião; pensamentos
Presos, que reprimem os pensamentos livres 
E não deixam prolifera os livres pensadores
E proliferam em abundância os pensadores
Livres, que impedem o pensar; e
Pensar areja, abre vastas fendas no
Universo, amplia o infinito e faz com que
As portas da percepção sejam maiores
Do que as dimensões; pensamentos maus,
Bons pensamentos, pensamentos vivos,
Rápidos pensamentos; pensamentos répteis,
De sangues frios, de animais de peles
Escamosas, pegajosas; pensamentos
Silenciosos, sinfônicos, filarmônicos,
Concertistas; pensamentos soberbos,
Orgulhosos, ufanistas; pensamentos
Que todos gostaríamos de ter dentro
Da cabeça, a fortalecerem os alicerces
Do cérebro, a sustentarem as colossais
Pilastras do firmamento moderno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário