quinta-feira, 24 de setembro de 2015

MIKIO, 70; BH, 030302013.

Catapora na taquara poca sarampo
Caxumba espinhela caída quebranto
Cobreiro bicho de pé sarna berne;
Tiririca ramela dor dói frieira,
Coqueluche furúnculo, carnegão
Pescado na linha, clara de ovo
Batida para queimadura; calango
Areia de rio arapuca, estilingue,
Pelota bolota bolinha de gude
Bola de meia capotão; pelada
Campinho capitão limão para
Tirar bafo de cigarro fumado
Escondido de noitão; suco de cana,
Jurubeba cinzano martini não sei
Não; padre nosso ave maria terço
Credo em Deus Pai rezas de
Minha avó ramo de arruda da
Guiné na mão cigarro de palha
No canto da boca, cachaça no
Cospe grosso da balcão; prova
No grupo escolar hora de
Interromper a prova, tua avó veio
Te buscar, dizia a diretora
Baixinho ao meu ouvido na sala
De aula; e no portão da rua ,
Minha avó toda alegre, a ir para
Casa comigo; e não me deixava
Apanhar, acodia-me em nome
De todos os santos e santas que
Conhecia e a minha mãe por
Perceber a nossa parceria, mais
Batia-me, dá um golinho aí,
Minha avó, e uma pitadinha
Também, depois pego na venda,
Ou compro no armazém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário