segunda-feira, 14 de setembro de 2015

MIKIO, 91; BH, 090302013.

Deselegante, que estilo deselegante, sem
Gentileza e cheio de bizarrice; que estilo
Bisonho, chulo e cheio de pieguice;
Aonde anda a educação? aonde anda o
Fundamento: não há lógica e nem ética?
Não há dialética? que falta de filosofia,
Tática e sentido; que falta de sentimentos,
Direção e percepção; e a intuição? aonde
Andará a boa intuição? e que vontade de
Ser revolucionário, de ser profeta e de
Profetizar, mas, cadê a visão? que
Vontade de mudar o mundo e fazer uma
Revolução; mas, falta uma equação
Matemática, falta uma fórmula secreta
Dalguma conjectura desconhecida; falta
Um resultado exato, sem sobras; e
Fazer uma obra, requer suadouro,
Sangradouro, matadouro, tudo de ouro,
Ou do contrário, sai uma obra podre,
Sem alma de diamante; sem mina de
Platina e de nióbio na caverna; cadê os
Metais minerais que estavam aqui? os
Imantados, os encantados, os alcalinos,
Ou não, cadê? gato comeu; comeu a
Cabeça, ficou acéfalo, capenga, manco,
Aleijado, coxo; e incompleto, defeituoso,
Inconveniente, não se faz mais assim,
Gente, foi um aborto mal sucedido e o
Feto foi jogado na lata de lixo; estava
Numa sacola de supermercado,
Mercadoria de contrabando, comércio
Do mercado negro; até chorou, mas
Não foi ouvido, afundou na lama, a
Pensar que era a placenta da mamãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário