terça-feira, 1 de setembro de 2015

MIKIO, 125; BH, 0290302013.

Muitas vezes é melhor ficar calado, do que falar
Uma letra, quanto mais uma palavra sequer; há
Pessoas que se pensam mais perfeitas do que
Outras, que podem tudo e fazem e acontecem
E com essas pessoas não há argumento, por
Mais significativo que seja; pensam que podem
Julgar a todos e não julgam a si próprias; o
Mais difícil, é julgar a si mesmo, julgar a outrem
É o mais fácil; e o enigma é descobrir o que
Nos leva a pensar que somos perfeitos, ou
Superiores, infalíveis; o mistério é saber a
Causa da arrogância para agirmos com tanta
Petulância e pretensão, com tanto desprezo e
Abnegação; o que nos leva só a enxergar o
Defeito alheio? será que o argueiro no  nosso
Olhar, só nos impede de vermos a nós
Mesmos? diante de maiorais, calo-me, fico
Mudo e não vale a pena quebrar o silêncio
Diante de almas tão pequenas; quero é
Engrandecer o meu ser e não consigo e
Essas pessoas deixam-me menor, minguam-me
Ao se pensarem tão importantes; mas, não faz
Mal, farei igual ao pássaro, não tenho ombros,
Darei de asas, farei pic-pic; e o tic-tac do
Relógio antigo, na parede antiga, da casa
Antiga que sou, pois, não sei ser um ser assim
Tão moderno, iguais eles são; sou só um
Réptil modesto, sei só arrastar-me pelo chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário