sexta-feira, 8 de junho de 2012

Artículo fóssil destruído; BH, 0290801999.

Artículo fóssil destruído 
Da articulação de ossos velhos retorcidos,
Secos pelo sol, brancos pela noite de luar;
Parecem marfins da cor da cal mas são
Falanges de dedos de mãos decepadas,
Segmentos dos apêndices dos artrópodes;
Entrenós de um caule, de uma haste,
De flores arrancadas sem raízes de resistência;
Ser artificial, in vitro, plastificado, provetado,
Produzido pelo homem produtor de arte inexistente,
Que a vida não existe,
Imitador do natural,
Falso até no respirar;
Afetado na verdade,
Artificialidade da mentira,
Com qualidade da falsidade,
Que nada faz superar,
Transpor um dia,
Procurar outro lugar;
Aqui só serve para artificializar
Meios e processos pelos quais,
Se consegue um artefato;
Um meio engenhoso empregado,
Para a obtenção de um fim,
Um princípio;
Dissimulação da ação,
Disfarce da realidade,
O fingimento da vida,
Falsa aparência de feliz;
Encobrimento dos próprios desígnios;
Astúcia da ilusão,
Feita com artifício,
Que não é percebido,
Por mais artificioso,
Que seja o olhar,
Pois cego é aquele,
Que não sabe enxergar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário