quarta-feira, 6 de junho de 2012

Cheguei à conclusão; BH, 060901999.

Cheguei á conclusão,
Que tenho de me eliminar;
Só me torturar, não adianta,
Só me martirizar, não chega;
É crucificar-me na aspa,
Morrer de aspecto tenebroso,
Igual ao ladrão que,
Não se arrependeu ao morrer,
Ao lado de Cristo;
Sou este ladrão mau,
Podeis me aspear,
Colocar as devidas aspas,
Não me deixeis escapar;
Quando estiver com sede,
Deis-me vinagre;
Quando pedir pão,
Deis-me pedra;
Quando pedir abrigo,
Lanceis-me no covil de cobras;
Podeis-me aspar,
Pisardes minha cabeça
Com o calcanhar;
Sou também uma serpente,
De aspeto que ao ser,
Refletido no espelho,
Quebra-se na hora;
Não tenho a aparência externa
Dos seres normais;
Meu semblante é de trevas,
Não tenho ponto de vista;
Áspero igual a lixa,
Desigual de superfície,
Irregular nas ações,
Desagradável ao paladar,
Ao ouvido e à vista,
Azedo de espírito,
Duro de alma,
Rude no tratamento,
Grosseiro no pensar,
Cheguei à conclusão,
Tenho de me eliminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário