quarta-feira, 6 de junho de 2012

E se um dia pudesse; BH, 070901999.

E se um dia eu pudesse,
Ser um ser aspirado,
Igual a certos fonemas emitidos,
Com toda a aspiração;
E se um dia pudesse ser,
Um ser aspirador, que absorve,
Que limpa a sujeira,
O lixo da elite,
Aspirante à uma boa meta,
Orgulho e raça,
Do aluno de escola militar
E mesmo que fosse da
Graduação militar,
Imediatamente inferior,
Ao segundo tenente;
E se um dia pudesse,
Ser um ser que aspira a ser,
Quem olhasse para mim,
Poderia até me chamar de vivo;
Um ser que só quer aspirar,
Não é suficiente;
É preciso querer absorver,
Inalar o ar,
Levá-lo à alma, à célula,
Ao âmago da existência;
Sorver até ao espírito,
Atrair os bons fluídos, como
Por equipamento mecânico
Ou por formação de vários fatores;
Desejar ardentemente amar,
Proferir palavras que condizem
A busca à felicidade;
Enunciar com aspiração,
As boas novas, o perdão, a
Chegada do remédio para a nossa dor,
Que não é a aspirina,
Nem o ácido acetilsalicílico,
Nem o medicamento antipirético
Analgésico: e sim o amor, o maior,
O mais verdadeiro e puro amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário