terça-feira, 5 de junho de 2012

Um segundo; RJ, 080101999.

Um segundo,
Que fico sem te ver,
A tua imagem,
Deixa de ser refletida,
No espelho da minha mente;
Preciso te ver sempre,
Para que seja fixada,
Em minha memória,
O ser que representas para mim;
Quero viver em mim,
As tuas necessidades
E fazer parte
Da tua respiração;
Não tens nem ideia,
O quanto me atormenta,
Quando tu passas,
E não moves nenhum músculo,
Em minha direção;
Quero sentir o bater das tuas pálpebras
E ter em mim,
Teu fluxo sanguíneo,
Para ser revigorado,
Meu frágil coração;
Tenhas em mim o teu amparo,
Sejas a minha fortaleza;
Na hora do galope do nosso amor,
Seguras minha mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário