segunda-feira, 24 de julho de 2017

Deito-me na minha cama tosca e é um catre pobre; BH, 01601901002000; Publicado: BH, 0240102014.

Deito-me na minha cama tosca e é um catre pobre,
Porém, meu sonho é de catraieiro, é de uma pessoa,
Que tripula uma catraia, quando está sereno o
Mar; e é um bote para serviços auxiliares, manejado
Só por mim e pode levar-me a qualquer lugar;
Não posso é catrafiar-me aqui dentro de mim
E nem posso catrafilar meu eu, encarcerar-me
Nas minhas masmorras, cujas paredes não são furadas
Com simples catraca, com simples instrumento,
A que se adapta uma broca para furar chapas
De ferro; meus mistérios não são desvendados, nem
Por carbono quatorze; meus segredos são duas vezes piores
Do que os pecados capitais; meu pesadelo é concreto,
Não é do meu comportamento, não professo a
Religião católica e nem sou católico e até
Penso que o catolicismo, fez muito mal ao 
Mundo e à humanidade; não é necessária a 
Conformidade, a qualidade da catolicidade e 
Vejo a igreja igual vejo um cátodo, como um 
Pólo negativo de uma pilha, ou de um gerador
Elétrico, um elétrodo negativo, desde os tempos
Primórdios, da inquisição, da catequese, o
Efeito da igreja é um catódio, um resultado catódico,
Que deixa o povo prisioneiro; cria escravos e a
Fé deixa os bens hipotecados como se sobre eles,
Pesasse alguma coisa, ou encargo; não me sinto
Enamorado pela doutrinação, não gosto de ser
Seduzido, por instrução oral sobre religião; fico
Muito grato por um bom comportamento, sem ser
Necessariamente encarcerado, preso a algum dogma;
Escravizado por algum tabu e cativo de preconceitos
Religiosos; detesto clausura e a perda da liberdade,
Esta sim é a verdadeira religião e não o lugar
Onde alguém está detido, em estado, ou tempo
De cativeiro; sinto-me encantado por ser livre,
Por tornar-me um escravo da liberdade e o bom
É ganhar a simpatia e a estima de alguém;
Isso é que pode seduzir-me, encantar-me, a
Possibilidade de manter-me distante daquilo
Que quer cativar-me; penso o amor cativante,
Porém, quem fala em amor é piegas e simplório,
Não é formoso por fora; não é elegante  aos olhos,
Por mais bem que trajado que esteja, falou em amor,
Perde o ar de catita; leva tabefe, tapa na cara,
Catiripapo, sem brigar com ninguém, deixem-me 
Então, dançar meu catira, minha dança rural cantada de
Influência afro-indígena; e dispo a casula, a
Vestimenta sacerdotal que se põe sobre a alva e
A estola, para dizer missa; da cápsula que envolve
As sementes, do invólucro produzido pelas larvas dos
Insetos, do ovoide filamentoso tecido pela larva do
Bicho-da-seda: saio à cata de algo; e tal criança
A catar pedrinhas, seixos e outras coisas mais
À beira do rio, na areia; e saio em busca do
Não sei o que, sou um ignorante que não sabe
O que procura; não sabe fazer a separação dos
Grãos imprestáveis e cai no lugar cavado para
Mineração, sem encontrar nada, igual ao
Catacego, que tem pouca vista; de vista curta e
Que anda a tatear, na hora da transformação
Geológica brusca e de grande amplitude; no auge
Da inundação e do desastre de grandes proporções,
Não aparece um, para livrar o cego do cataclismo; 
É tudo uma catacrese, um emprego de palavra, com
Sentido translato, a vasta escavação subterrânea,
Para servir de sepultura e o lugar onde se refugiavam
Os primitivos cristãos; a gruta com ossário, de aspecto
De catacumba tenebrosa e catinguento é o odor e o ar
Catingoso não deixa respirar com facilidade; e
Estamos enterrados vivos, tudo cheira mal e é só
Uma catinga só, de cheiro forte e desagradável, que
Se exala do corpo humano e de certos animais; é
O mal cheiro, o fedor do catingar, do catingudo
Defunto semi-enterrado, a catorze palmos de profundidade
Na terra; e igual a um cationte, a um cátion, um ion
Eletro positivo de uma molécula que na eletrólise,
Se dirige para o pólo negativo; é um defunto de catadura,
De expressão maligna no rosto, de aspecto asqueroso e a 
Aparência de um espantalho de cemitério; sem disposição de 
Espírito, de má expressão hostil, que não derramou
Nenhuma queda d'água de choro; não fez uma cachoeira
De lágrimas; uma catadupa de pranto, ninguém sentiu
Falta e todo mundo foi dormir como se nada
Tivesse acontecido e hoje, aqui deitado na minha
Cama de catafalco, feita de estrado sobre o qual se coloca
O féretro na catatonia que me acompanha; é este o pesadelo 
Catatônico que imobiliza-me nesta catacumba fétida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário