sábado, 29 de julho de 2017

Já pude ser aprovado? e já pude qualificar-me?BH, 0901102000; Publicado: BH, 0180102014.

Já pude ser aprovado? e já pude qualificar-me?
Obter a aprovação para ordenar e indicar trabalhos
De classe claustral? de classes de claustro, mostrado
No pátio interior descoberto e rodeado de muros, 
Nos conventos? na vida monástica que, expressa
A ideia de prisão? e na claustrofobia, no medo mórbido
E doentio de recintos fechados, muito pequenos, porque
Passa o meu coração, na cláusula do meu peito;
E em cada uma das disposições de contrato, de 
Tratado, de testamento, de condição específica,
De fim de sentença, de oração, de reclusão e de
Clausura, por tentar e pensar que já poderia,
Tirar a clava do peito, tirar a maça da cabeça
E no entanto não tenho nem a clave, não tenho
Nem o sinal que, colocado no princípio, como
Numa frase, ou trecho musical, indica o
Tom das notas: não tenho a clave, nem o sol,
Porque quererei a luar e cair e quebrar a clavícula?
O osso longo do ombro que, se articula com o
Esterno e a omoplata? ou cair por levar  um
Tiro de clavina, de carabina bem temperada; ai,
Não dá para mim, que tenho impulso mórbido,
Para o furto, a chamada cleptomania do cleptomaníaco,
Do cleptômano que se pudesse, roubava dos maridos,
Todas as mulheres casadas do mundo; e toda oferta
Clerical, todo dinheiro do clero, do clericalismo
E sistema de apoio incondicional e domínio
Clérico; corporação de sacerdotes que pertence a igreja
E não posso, escrevo por clichê, por frase de atitude
Muito repetida, por chavão; não pode aprovar, não
É a chapa metálica, em relevo, para impressão
De dizeres e figuras; na clicheria fotográfica negativa,
No lugar em que se fazem, na fabricação de clichês;
Nem eu mesmo sou o meu cliente, nem eu mesmo
Voto em mim; nem eu mesmo leio o que escrevo,
Não sou aquele que confia a defesa dos meus
Interesses a mim mesmo, não sou meu advogado
De defesa, ou procurador de acusação; consulente  de
Médico e dentista, não sou meu freguês e nem
Compro nada na minha mão; perdi a minha
Clientela, meu clima, meu conjunto de
Condições meteorológicas que caracterizam uma
Região, terra, meio ambiente, circunstâncias emocionais,
Que cercam meu acontecimento climatérico,
Meu climático climatério, a menor pausa que acabou
Com a minha libido, com o meu clímax, o meu grau
Máximo virou mínimo; e o fenômeno ótimo não
Passa mais de um momento sem aspecto culminante,
Não chego mais ao auge; nem a prática da medicina,
Nem casa de saúde, e intervenção clínica seriam
Capazes de devolver-me a capacidade de exercer a
Função mais do que natural de possuir a fêmea,
Igual o animal; tenho primeiro que clinicar-me, na carne,
Passar por um tratamento clínico carnal, fazer com que o
Meu clipe, minha pequena peça de metal consiga
Prender alguns papéis; sem levar clister, sem levar a
Injeção de medicamento nos intestinos, via anal;
E o clitóris e o órgão do aparelho genital feminino,
Quando passarei a gostar: a amar? a manipular com
Pés, mãos e língua? e ao impedir a minha clivagem, a
Fragmentação igual a dos cristais segundo
Planos determinados ; e aquele que quer me
Clivar, mal darei para a cloaca praticar na
Fossa, no cano e ser o que recebe imundícies;
O coletor de esgotos, para viver na latrina, no
Lugar mais imundo do mundo, a alma, a extremidade
Do canal intestinal de aves e répteis; e não
Empurra que coato, não vou obrigado, à força
Perco a força e constrangido, empaco
Igual jumento coacto, jegue teimoso, burro birrento,
Que quanto mais tentam coactar, mais foge
De quem quer o coatar; quanto maior a coação,
O ato de coagir e o estado de quem se ver sob ação,
Maior será a reação; finjo que acredito, entro no clube
E para a associação para fins recreativos, esportivos,
Políticos; entro para a sede e close-up neles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário