quarta-feira, 30 de maio de 2018

À irmã do convento; RJ, 02101101998; Publicado: 0120602012.

À minha irmã do convento
Salva querida
Bem sei que amas a todo mundo
E gostas sempre de ajudar
Querias ver a casa sempre cheia
Sentes prazer no calor
E no contato humano
Peço sempre a Deus,
Para abençoar-te e proteger-te
Guardar-te e livrar-te dos males
Muito obrigado por tudo caridosa
Que fizeste por nós piedosa
E também por mães e pais
Não os abandoneis nunca
Mesmo que sejam um peso e
Mesmo que saiam caro
Não abras mão de estar
Com os pais pobres
Tal Madre Teresa de Calcutá
Tal a Irmã Dulce
Parabéns por tua carreira de sucesso
Profissionalismo e inteligência
Que abandonaste
Parabéns por trudo que és
Tudo que fizeste
Fazes e farás
Muito obrigado por seres a santa
Cheia de orgulho próprio
Moral elevado
E ambições de vencer na vida
Ao vir de onde veio corajosa 
Salva corajosa ajuda
Sem medo e covardia
A enfrentar sem temor
Os perigos do dia a dia
Tens no peito toda a coragem
Que falta aos homens
De família viva tu que 
Salva e o papa há de reconhecer.














Nenhum comentário:

Postar um comentário