segunda-feira, 14 de maio de 2018

Amor e graça; TO/SD; Publicado: BH, 0401002013.

O céu é azul e sem fumaça,
O céu também tem um pouco de graça;
O sol vem a chegar com um brilho de paz,
E as cores viram canções com suas forças de luz;
As flores balançam ao sabor do vento doce,
Que leva de leve em sua voz breve,
Uma canção de amor; e quando ao morro,
O rio vai sair e fico a olhar para as águas,
Que molham as nossas vidas;
Sento na beira do rio e fico ali e sou um homem;
Que beleza de vida, que existe aqui, 
Sem me importar com o tempo, faço companhia ao rio,
Que vai a cantar, uma canção molhada;
Com o céu azul e sem fumaça, tudo bem,
Um pouco mais de graça e que graça bendita;
E me invade a alma e sinto algo diferente no meu coração;
Um amor estranho, mas que parece novo e me sinto alegre,
E me sinto feliz, com este céu azul e sem fumaça,
Límpido e cheio de luz, todo transparente,
Cheio de amor e cheio de graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário