domingo, 27 de maio de 2018

Ao meu irmão Denverdan Antônio Medina; RJ, 02201201997; Publicado: BH, 0310802009.

Ao meu irmão Denverdan Antônio Medina,
Nosso terceiro Antônio,
Nosso belo e valente Antônio,
Bravo e corajoso,
Igual e só a ele;
Orgulhoso e ambicioso,
A querer sempre galgar na vida,
Uma melhor maneira,
De sobreviver melhor;
Grande Dam Antônio,
Desenhou Rasputim para mim,
Quando eu era menino
E tinha ficado impressionado,
Com a biografia 
Do monge russo;
Pendurei na parede do meu quarto
E o desenho se perdeu
Na nossa história;
Infeliz foi agora,
A perda da filha,
Que abalou a todos nós;
Dam é forte
E vai saber superar,
Esse baque profundo,
Pois sabe que a vida,
Tem que continuar;
E o tempo não pode parar,
Mesmo com a morte,
De um ente querido
E a quem amamos tanto;
Aquele que sofre,
Um dia aprende a ser feliz;
Aquele que sofre,
Conhece o outro lado,
Fica mais humano,
Mais amor


E mais paz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário