quinta-feira, 31 de maio de 2018

Já vou aprontar meu futuro; BH, 0200801999; Publicado: BH, 0130602012.

Já vou aprontar meu futuro,
Preparar com presteza e coragem,
Aprestar sem nenhum medo
E sem vacilação e sem horror;
E está até a demorar a chegar
E parece que não vai,
Abrir as portas para mim;
O tempo está a passar
E meu apresto a demorar;
Meu preparativo está muito lento
E meu petrecho bem longe de mim;
Penso que é falta de aprimoramento,
Preciso e tenho que aprimorar-me,
Se quiser um futuro brilhante;
Tornar-me primoroso,
Se quiser um futuro promissor;
Aperfeiçoar-me cada vez mais,
Se quiser um futuro perfeito;
O tempo está a passar,
Minha costa está a se curvar,
Meus olhos a se turvarem;
Os ouvidos a se tamparem e a priori,
Inda não sei o que fazer;
Não ajo segundo o princípio,
Anterior à experiência;
Não tenho conhecimento dos fatos,
O apriorismo do raciocínio
Impede-me de planejar
Uma aterrissagem tranquila,
No aeroporto do futuro;
Não sou um apriorista
E o meu aprisco é um redil,
Um casebre, um covil


De ovelhas negras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário