sexta-feira, 25 de maio de 2018

Na poesia abissal de poética profunda; BH, 01901202007; Publicado: BH, 05/0602010.




Na poesia abissal de poética profunda
O essencial é saber se o homem possui nas suas
Regiões inexploradas instrumentos superiores
Enormes amplificadores de sua inteligência
Bem como o equipamento completo para conquistar
E compreender os universos o exterior e infinito
E o interior e assim conquistar e compreender
Também a si próprio ao assumir a totalidade do seu
Destino é na poesia viva que o homem encontra
O caminho para a hiperlucidez para a superconsciência
E para deixar de existir como terra desconhecida
Na poesia deixamos de rastejar pelos meandros
Tortuosos carreiros e nos vemos a nos elevar acima
Desse lameiro que quer nos afogar e com
Espíritos despertos mentes aceleradas nós voamos às
Alturas por infinitos céus planetas e jardins do Éden
A poesia é para nos acordar e nos manter
Despertos sem termos que arrancar as pálpebras
Para ficarmos de olhos despertos quando eu
Era criança minha mãe já me dizia
"Desperta para uma vida melhor" e depois
Conheci um poeta que tinha um
Sonho de querer despertar os homens
É por isto que nesta minha poesia
Que não é minha é de quem quiser
Eu tento me despertar quero e preciso
Utilizar esta poesia nesta mensagem
Para a humanidade despertai gentes
Povos e nações despertai espíritos mentes
Despertai seres e entes almas despertai para
A poesia e a poesia nos despertará
Galopemos feito cavalos selvagens pelas
Pradarias naveguemos por mares celestiais
Conheçamos os mistérios desvendemos os enigmas
Percamos o rugir das feras e o uivo dos animais
Sejamos todos frutos de poesias abissais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário