sábado, 26 de maio de 2018

Saramago; BH/SD; Publicado: BH, 0310802009.

Saramago 
Quase aos cem anos ainda
Escreve com tesão de Priapo sabedoria
De Sócrates e visão de Borges;
É uma Fênix o nosso Saramago ressurge
Das doenças como se fosse das cinzas e
Quando alguém pensa que pendurará
As chuteiras eis que nos brinda com
Um novo caderno de anotações; tem
Mesmo uma memória de elefante;
Ânimo disposição e fôlego de menino;
Parece alquebrado mas bebe água
Da fonte do Rio Del Pilar e não
Para e penso que nunca parará; sempre
Terá algo a nos desvendar; sempre
Terá algo e mesmo velho que seja,
Será novidade guiará o mundo
Como se fosse deus; falará aos homens
Como se fosse um oráculo; emocionará
A todos nós sofredores que não encontramos
O rumo a felicidade a sorte e nos
Conduzirá pelas sendas e veredas pelos
Sertões e aldeias e mundos inconscientes;
Mundos fantásticos e surrealistas e terá
Um encontro com Dali só que nas
Letras nas palavras e não nas telas; Mago
Conheceu as montanhas os mares e
Os cachorros abandonados; conheceu
O céu e o inferno; é o nosso Dante
Contemporâneo cheio de poesia;
É o nosso Vírgilio cheio de almas e
De espíritos divinos e de deuses do Olimpo,
Que controlam o passado o presente e o
Futuro onde ele estará um dia...


Saramago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário