sábado, 9 de fevereiro de 2019

A vagar desesperado pelas ruas: RJ, 0150201998; Publicado: BH, 0170102013.

A vagar desesperado pelas ruas
Preocupado com a sobrevivência
E com a situação atual
Encontrei Deus
Que vinha em minha direção
Aproveitei a oportunidade
Estendi-Lhe a mão
Num cumprimento cavalheiro
Falei com esperança
Como é que se alcança
O dom da inspiração
Para uma obra-prima
Uma obra de arte
A chave da perfeição
O conhecimento próprio
A cura dos males
O fim da aflição
O encontro da felicidade
Deus bateu em meu ombro
Se soubesse
Não teria dado
Um filho meu
Para morrer pela humanidade
Agora é tarde demais
Nem eu que sou Deus
Sei aonde anda
O que desesperado
Procuras nesta rua imunda
Neste mundo vil
Que infelizmente criei
Destruí uma vez
E agora destruís aos poucos
E quando não restar mais nada
Outro mundo tereis que procurar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário