terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Hoje o dia está diferente; RJ, 0280501997; Publicado: BH, 0130102013.

Hoje o dia está diferente
Está meio frio
E a querer chover
Um dia meio triste
Como se um coração
De repente parasse de bater
A deixar um peito vazio
A deixar no ar a sensação
Que é dia de finado
Clima de cemitério
Com defuntos espalhados
Por todas as partes
É muita assombração
Para um dia só
E não adianta mais
Rezar e orar a Deus
Não adianta mais
Esperar o sol brilhar
E a luz nascer de novo
A parir claridades
Nos peitos escuros
Nos corações arrancados
Sem transplante e anestesia
Sem pontos e sem suturas
Meu peito é só tempestade
Meu peito é só deserto
Tempestade de areia
Vazio de tudo
Sozinho e solitário
Peito ordinário
Que nem coração
Abriga mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário