quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Antes de mais nada sejas tu um bom; BH, 0220202002; BH, 090202002; Publicado: BH, 0150102013.

Antes de mais nada sejas tu um bom
E faças tu o bem sem olhar a quem e
Numa sociedade de gente bonita e 
Linda vistosa produzida sejas tu uma
Exceção e um feio por fora e bonito 
Por dentro pois de gente bela por 
Fora e estragada por dentro o inferno 
Está cheio e mente higiênica não é 
Comum aos indiferentes ocos que se
Afogam em hemorragias cerebrais
Se não destruir os preconceitos o 
Bloqueio apertará cada vez mais e
Dizem que a emoção faz mal e que
É preciso abrir mão dos sentimentos
E dizem que é preciso ser frio e excluir
A é e a paixão e abafar os sentidos
E será que é necessário substituir o 
Que existe dentro de nós por um 
Cadáver? e se esse cadáver que por 
Ventura viermos a guardar dentro de 
Nós apodrecer? o que faremos? nós
Somos um armário? um guarda-roupas? 
Um baú esquecido no sótão? uma arca 
Antiga num porão? o que somos nós 
Meu irmão? o que seremos nós se
Não resolvermos a fazer o bem?
Se não resolvermos a ser bons?
É hora de decidir sem medo
O que queremos ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário