quarta-feira, 18 de julho de 2018

A partir de hoje serei alcoranista; BH, 01º0202000; Publicado: BH, 0310702012.

A partir de hoje serei alcoranista
Uma pessoa versada nas doutrinas do Alcorão
Serei um sectário do Alcorão
Passou-me para atrás mando cortar a mão
E toda alcorca sulco para esgotamento
De águas será insuficiente para esgotar
As lágrimas que daqui para a frente
Tu terás que derramar
Não terás mais a alcorça a massa fina
De açúcar purificado para fazer
Ou cobrir doces por que me fizeste chorar
Fizeste-me sofrer e tens que me pagar
Só alcorcova e sarjeta
Agora é só vala e valado
Agora é só para alcorcovar corcovar
Andar quase a arrastar ao chão
Não tenho mais coração
Não vou pisar mais na cabeça
Com o antigo alcorque
Calçado com sola de cortiça
Agora vou pisar com botinas de solas
Reforçadas e compactas
Vou agir como alcouceiro
Com alcovitagem de dono de conventilho
Não serei mais um gentil cavalheiro
Vou só alcovitar e usar as funções de alcoviteiro
Intrigar e difamar com toda
A alcoviteirice que aprendi contigo
Ofício de sedução e aliciação
Mexerico e alcovitice e fuxico
E alcunhar-te de fofoqueira
Pôr-te alcunha de leva e trás
Designar-te por faladeira
Denunciar-te de cascateira
E mandar cortar-te a língua
Ao seguir à risca
Às normas do Alcorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário