sexta-feira, 27 de julho de 2018

Pelo menos uma vez na vida; NL, 01º01202008; Publicado: BH, 020402010.

Pelo menos uma vez na vida
Tenho que botar na cabeça
Que vai dar tudo bem as
Coisas irão acabar bem e o futuro
Não será tão temeroso assim só
Tragédias calamidades genocídios
Penso que um dia mais cedo ou
Mais tarde as coisas irão mudar
E o mundo será um lugar melhor
Pra gente habitar; no futuro creio
Que a humanidade estará
Mais conscientizada e irá causar
Menos lixo menos poluição e
Violência e destruição um dia
Terá que chegar a nós a lucidez
O valor da preservação o amor
Ao meio ambiente e a resposta
Está na salvação da natureza
Não consigo enxergar mais
Negativismo preciso de um banho
De positivismo acreditar ter fé e
Nada de alienação pânico de
Que tudo só dá errado e viver
Fora dos eixos e causar a
Destruição pelo menos uma vez
Na vida vejo um fim ao fanatismo
Ao terrorismo ao horror ao desequilíbrio
As coisas boas começam a acontecer
Os contras chegarão a um consenso
E a oposição sentará à mesa
Para uma negociação em
Benefício de todos que querem
Sobreviver sem o caos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário