sexta-feira, 6 de julho de 2018

Acredita vivo em constante busca de inspiração; NL, 0110402008; Publicado: BH, 02201102009.

Acredita vivo em constante busca de inspiração 
E às vezes alguém olha para mim e pensa que 
Não estou a fazer ada mas não é que estou sempre
À procura de um detalhe que leve-me à poesia
Tal qual o poeta também faço versos como
Quem respira e fico em êxtase quando
Chego ao poema essencial aí paro as vinte
E quatro horas do dia a observar a matutar
Como se picasse fumo para fazer cigarro-de-palha
E quando menos espero ai vem ela passa leve a
Galopar a poesia esperada e tem que
Ser rápido pois ela é mais rápida do que
A velocidade da luz e num piscar de olhos 
O universo muda totalmente e fica mais
Difícil descrevê-lo como ele realmente é
É um ronco um ruído um vácuo é um silêncio
Uma brisa um orvalho um sereno é um calor
Um frio um calafrio um temor e ainda mais
Quando gosto de brincar com o emocional
Gosto de mexer com a emoção e a sensibilidade
Não sei ser frio iceberg nevasca geada fora
Do tempo não sei ser anormal acredita de
Manhã à noite espero e da noite até de
Manhã espero também e só fico triste quando
Ela não vem e aí dá-me a sensação de que
Eu perdi a noite e o dia e o dia e a noite
Dá-me a impressão que perdi a própria
Vida porém busco escrever as coisas para
Que um dia se alguém for ler dizer assim
Não foi ele que escreveu isso não e conheço
Ele e tenho certeza que não foi ele não
Ele copiou essas coisas de algum lugar pois
Nunca teve capacidade e agora parece a 
Querer nos brindar com poesias e com poemas
Transcendentais é inacreditável deste jeito 
Acabará a ganhar o prêmio Nobel de Literatura
E entrará para a galeria dos grandes poetas
Temos que impedir isso vamos espalhar por


Aí que a poesia dele não é fruto de admiração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário