quarta-feira, 25 de julho de 2018

Não quero nada mais além do nada; NL, 01601002009; Publicado: BH, 030402010.

Não quero nada mais além do nada
Pois sei que já é querer muito e
Quem quer tudo e tem tudo leva no
Final o mesmo que levo então
Somos e estamos iguais se eu tiver
Ali além daquela montanha cinzenta
Um tesouro escondido não darei-me
Por vencido ficarei satisfeito tal
Qual uma galinha a ciscar num
Terreiro um calango banhado pela
Luz do sol ou um marimbondo caçador a
Arrastar uma aranha para seu esconderijo
Se no final daquele azul do mar
Uma sereia guiar-me por tanta imensidão
A vida alegrará meu coração do
Mesmo modo que a chuva alegra
As flores de um jardim numa tarde de verão
Almejo só a brisa o vento e as nuvens a
Se moverem ambiciono-me só pelo
Orvalho o sereno e a maravilha de
Tudo que estou para entender
Tem gente que olha um prego e não
Vê nada enxerga uma pedra e não
Vislumbra emoção observa um toco
E não se maravilha fazer alguma
Coisa mexer com a alma assim é ter
Que apelar para a alquimia e correr o
Risco de não ter sucesso e garantia
Quem não quer um tico-tico ao lado de
Um coleiro soltos no quintal ou um tiziu a
Saltitar numa cerca de pau? querer
Isso é querer o mundo o universo e
Não precisar de mais nada a não
Ser de uma oração interior e agradecer
Ao criador por tanta riqueza ao nosso dispor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário