quinta-feira, 5 de julho de 2018

Chegou a Papa; BH, 0240801999; Publicado: BH, 0270602012.

Chegou a Papa
Mas não passava de um simples
Arquiclavo regente de mosteiro
Aí chegou a arquidiocesano
Referente da arquidiocese que 
Outros defendem
Amigo do arquiduque com 
Título de nobreza superior ao de duque
Envolveu-se com a arquiduquesa
Dono do arquiducado e da jurisdição
E da dignidade quando procurou
A cobiça do arquiepiscopado
Do arcebispado e do arquiepiscopal
Que eram pertencentes à diocese
Do arcebispo já estava arquimilionário
E muitas vezes milionário
E foi muito bem recebido
E deixou um bom dízimo
E garantiu a passagem ao paraíso
E mais tarde ao céu
E não era mais uma pequena ilha
E sim um arquipélago
E não era mais um satélite
E sim um astro em que gravitava
Em volta infinitos satélites
E era líder de grupos de
Potências próximas umas das outras
E não era mais um mentecapto
Um apedeuta energúmeno
Já sabia arquitetar planejar sermões
Projetar casamentos idealizar batismos
Era um arquiteto famoso
Dedicava-se à arquitetura canônica
Idealizador perfeito criador de
Várias coisas quase um deus
Seus projetos arquitetônicos competiam
Com os divinos tinha a arquitetura
Na veia a arte de construir
As próprias edificações as disposições
Dos próprios edifícios planos mirabolantes
Esqueceu-se no entanto da arquitrave
A parte inferior do entablamento que
Descansa sobre o capitel da coluna
E foi assassinado quando tudo desabou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário