terça-feira, 17 de julho de 2018

Quem procura acha já diziam meus avós; NL, 0270902008: Publicado: BH, 0801202009.

Quem procura acha já diziam meus avós
E também depois meus pais só
Que procurei procuro e nunca
Encontrei e nem sei se encontrarei
Pois o que procuro é desprovido
De vaidade e de ambição procuro
O que muita gente não quer encontrar
E quem encontra em vez de felicitar
Reclama e chora e lamenta e nessa
Gente não dá para acreditar e se
Algum dia merecer encontrar quero
É pular de alegria e de felicidade e
Sei que será a única ambição e a
Única vaidade que irão me diferenciar
Muitos me chamam de incompetente por
Não ter nada muitos zombam e riem de mim
Por pegarem mulheres bonitas vistosas vaidosas e
Gostosas e já sou ao contrário prefiro conquistar
As mulheres comuns que querem ser conquistadas
E não pegadas passo mais tempo sem mulher
Do que o mais comum e mortal dos homens
E isso incomoda mais aos críticos à oposição
Do que a mim a mesmo as mulheres preferem
Os tolos e isso é antigo onde houver um
Tolo um bobão estará sempre arrudiado de
Mulheres e geralmente belas mulheres e falo
Com fé que não tenho inveja deles agem
Como audazes agem como ousados corajosos
E possuidores de muita fé porém tudo
Regado com muito dinheiro que é
O verdadeiro peso na balança dos histriões
Não me canso de procurar e continuarei a
Procurar outros valores outros princípios
Outras mulheres continuarei distante e vazio
De ambição e vaidade vide o império americano
Ruiu deus de pés de barro faliu vivia de
Ilusão e especulação e jamais se reerguerá feito nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário