terça-feira, 26 de junho de 2018

E não sou um gênio; RJ, 02901201999; Publicado: BH, 0230602012.

E não sou um gênio
Nem do bem e nem do mal
Nem bom e nem mau e 
Não sei o que é a genialidade
E não sou um artista
Não sei o que é a arte
Comi capim quando era criança
Na escola tirei diploma de burro
Não enxergo um palmo
À frente do nariz
Não tenho visão para nada
Sou uma besta infeliz
Um cão danado sem dono
Fora da coleira e da corrente
Sem um quintal para abrigar-me
E não inventei nada
Nada sei inventar
E não criei nada
Nada sei criar;
Só sei chorar e lamentar
E querer que as coisas
Caiam do céu
Só sei gritar e reclamar
E quando batem o pé para mim
Começo a tremer e a correr
E um medo mortal
Se apodera do meu ser
Não sou o gênio da lâmpada
Não tenho poder
Não sei nem acabar
Com os meus problemas
Não sei nem encontrar
As minhas soluções. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário