quarta-feira, 13 de junho de 2018

Sei que tenho o corpo ameloado; BH, 0260302000; Publicado: BH, 0120702012.

Sei que tenho o corpo ameloado
Semelhante ao melão;
Mas não tenho o cheiro nem o sabor
Não tenho a cor só a forma
E sinto a ausência dos meus membros,
Como se tivesse amelia;
E meu sangue não é amelado
Não tem a cor do mel;
Não sei amaneirar meu ódio
E nem sei afetar minha ira;
Amelaçar a ruína
Que carrego dentro de mim
Da cor de melaço;
Ao meu lado escuro
Converter em melaço
Minha salivas amargas
Minhas palavras rudes;
Não estou para amela
Para a planta de ornamentação;
Não estou para a família das Compostas
Para a ameixeira-do-pará Olacáceas
Nem para a ameixa-de-madagascar
Nome vulgar da Flacourtia Ramontch L'Her,
Planta da família das flacurtiáceas;
Não estou para nada amimado
Não perturbeis-me
Não venhais perturbar-me;
Pequeno sáurio dos Teiídeos ameiva
Não quero guisado de amêijoas
Pastagem ou redil em que o gado
Passa a noite ameijoado;
Não quero passar a noite mal dormida
E deixeis-me dormir ou morrer;
Não deixeis-me sonhar afagado
Não deixeis-me viver acarinhado
Ide às favas sem mim;
Deixei de ser a ameijoa ameigada
Molusco dos Lucinídeos comestível


Que matava a fome dos famintos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário