quarta-feira, 6 de junho de 2018

Não sei porque ainda não domino; Publicado: BH, 0160902009.

Não sei porque ainda não domino 
A técnica da clareza e da segurança do
Entendimento imediato? e ainda
Não sei porque a iluminação não
Veio às trevas dentro do meu coração?
Não sei e não conheço e nem conheço-me
E nem sei não é um confuso de uma
Só confusão vejo no céu Himalaias
Picos de Everest e mares e oceanos e
Olho de novo e agora são desertos sem
Fim e é assim que é o meu pensamento
Feito de nuvens e de ar rarefeito e
De vácuos reage assim meu cérebro oco
Inseguro por não ser de marfim; conciso
E limitado finito por não ser um bloco
De mármore e por faltar perspectiva na
Busca de uma nova vida uma nova
Harmonia um novo equilíbrio e um novo
Ponto de vista só resta-me procurar na
Face dinâmica e iluminada dos cosmos já
Que por aqui não vou encontrar
Ambiente auspicioso uma forma sinuosa um
Aspecto relevante de arquitetura perfeita
De linguagem corajosa de língua de
Verdade e literatura sem mentira não
Posso deixar dúvidas achar as coisas sem
Conceitos sem princípios pois é necessário
Determinar com atitude e com intuição
Quem sobreviverá se viver em vão? quem
Restará para contar a história se viver sem razão?
Espiritualidade prosperidade de alma e
Percepção só com criatividade para uma escola
De forma filosófica da rosa vermelha da bromélia,
Da romã lantana e jasmim árvore da felicidade
Da arruda e da primavera até refletir em mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário