segunda-feira, 4 de junho de 2018

Se fosse Deus; Publicado: BH; 0190902009

Se fosse Deus
Santificaria todas as mulheres negras africanas 
E beatificaria e canonizaria todas a mães 
Africanas desde as que geraram seus
Filhos para os tempos da escravidão
Às que os gestaram para a luta contra o 
Aparthaid e até as mães que originaram seus 
Filhos para a fome e as que os perderam nos 
Genocídios nas guerras tribais campos de refugiados
E as que de peitos murchos secos sem saber que
Alimentam cadáveres em seus esqueléticos braços
Quando vejo-me nos olhos dos meus olhos
Vejo-me nas trevas dentro de mim só reconheço-me 
Nas mães e nas mulheres e nas meninas
Africanas tanto nas estupradas na mais tenra
Idade quanto nas que tiveram seus clítoris
Arrancados e em todas que padeceram sem
Conhecerem o prazer e a felicidade 
Se fosse Deus
Faria com que todos os países que
Exploraram e que exploram a África devolvessem
Todas as riquezas todos os diamantes e todas as
Vergonhas com que já mancharam a história
O passado o presente e o futuro do povo africano
Se fosse Deus
A África não seria a mesma
A partir de um momento de minha vontade
Afastaria de lá o vale da sombra e da morte
A lembrança da “Porta da Viagem sem Volta”
E também o vale da indecisão e só ampliaria
O vale da fecundação da ciência da justiça
Mas não sou Deus e choro derramo minhas
Lágrimas demonstro meu pranto grosso e sujo
Minha falsidade e hipocrisia minhas lamúrias
Lamentações desculpas e arranjos para não ter
Que fazer nada e nada tenho feito e
Nada posso fazer a África continuará a
Sangrar seu sangue negro a jorrar o sol
A calcificar a pele a terra a natureza
O deserto a aumentar a fome a reinar
Se fosse Deus
Não quereria nem louvores
E nem orações e nem cânticos enquanto
Não devolvesse em todos os cantos da África
O que é de minha obrigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário